Cantores protestam contra Trump no Grammy

Publicado por: Luigi Civalli | Foto: Reprodução/TNT

A Tribe Called Quest dedicou o show aos manifestante do mundo

Além do recorde quebrado por Adele e da apresentação da gravidíssima Beyoncé, outra coisa que chamou a atenção na 59ª edição do Grammy, que aconteceu em Los Angeles, foi a apresentação do grupo de hip hop americano A Tribe Called Quest.

Junto com os cantores Anderson, Paak e Busta Rhymes, eles não deixaram passara em branco a eleição presidencial americana e já dedicou o show a todos os manifestantes do mundo. “Gostaríamos de dizer a todas as pessoas ao redor do mundo que estão rejeitando as pessoas que estão no poder para representá­las, nós representamos você”, disse Q­Tip. Busta Rhymes ainda comparou Donald Trump ao herbicida poderoso usado na Guerra do Vietnã em seu discurso. “Eu só quero agradecer ao ‘President Agent Orange’ por perpetuar todo o mal que você tem perpetuado nos Estados Unidos. Quero agradecer ao ‘President Agent Orange’ por sua infrutífera tentativa de proibição muçulmana”, disse, em tom irônico. Durante a performance, o grupo ainda atravessou um “muro” feito no palco, em alusão ao que Donald Trump quer construir na fronteira entre os Estados Unidos e o México.

Publicado em: 13/02/17


Escreva sua resposta

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Piblicado em: 13/02/17

FM ITABAIANA - 93,1

© 2016-2019 - Desenvolvido por: Herivelto Silva