Rádio FM Itabaiana

Carol Dias engorda 5 kg em um mês e rebate críticas na web




Spread the love

Carol Dias fez um desabafo após ser criticada por ter engordado 5 kg no último mês. Dona de um canal no YouTube, a ex-panicat afirmou que não vê problema algum em estar fora de forma.

 

“Sempre fui vista como um símbolo de beleza. Tive síndrome do pânico ano passado e ainda trato até hoje com alguns remédios que engordam e que meu psiquiatra acha  que ainda são necessários para o meu tratamento”, explicou.

 

 

“Estou recebendo uma bateria de xingamentos e ofensas pelo fato de ter engordado. Algumas críticas são construtivas, mas a maioria é para magoar. Temos que ser como somos e estou feliz do jeito que estou. Claro que é preciso se cuidar, é muito legal ser fitness, ter essa coisa da beleza, se sentir bem, mas o principal é estar bem com a mente”, declarou.

 

 

Segundo a beldade, para ela boa forma não é sinônimo de vida perfeita. “Não acho ruim ser gorda. Desde quando ser gordinha é um problema? Cada um tem que ser feliz do jeito que é! Se engordou, não tem problema nenhum. Estou com a energia muito boa, astral legal, mas claro que tenho dias bons e ruins, isso é normal.

 

O que quero passar hoje para as pessoas não é só mais corpo, é o sinônimo de felicidade, alegria, de se cuidar com a mente boa que é o que falta muito para as pessoas atualmente. Elas se baseiam em padrões que não existem. Hoje Hoje vemos gordinhas lindas trabalhando e ganhando muito dinheiro, principalmente fora do Brasil.  O que a gente tem que ter o nosso padrão de felicidade, de alegria. Temos que todos os dias pelo o que somos. Cada um é feliz do jeito que é”, continuou.

 

 

A modelo também alertou para a necessidade que alguns sentem em se enquadrar em determinado padrão, muitas vezes sacrificando a própria saúde. “O problema são as pessoas que ficam doentes pela beleza. A pessoa quer ficar igual a outra e isso acaba mexendo com a cabeça. Isso sim é perigoso”, finalizou.

 

 

entretenimento.band.uol


Spread the love

Comente sobre essa matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *